Golpe

Tem paralisia facial?

Nós podemos ajudar.

A paralisia facial de início súbito é uma emergência médica e requer avaliação urgente por um médico para descartar condições potencialmente fatais.

O acidente cerebrovascular, também chamado de acidente vascular cerebral, pode causar fraqueza facial. Existem dois tipos principais de derrame que causam fraqueza facial. O primeiro é um derrame cortical, que é o tipo mais comum de derrame quando as pessoas perdem a capacidade de mover um braço, uma perna ou ambos devido a um sangramento ou coágulo sanguíneo que priva a parte motora do córtex cerebral de fluxo sanguíneo.  Quando alguém sofre um derrame cortical, muitas vezes perde a capacidade de mover o rosto voluntariamente, mas quando sorri involuntariamente, apenas rindo de algo, a função do sorriso pode ser preservada. Esse fenômeno ocorre porque as vias a partir das quais geramos expressões espontâneas involuntárias são diferentes daquelas a partir das quais geramos expressões voluntárias, e apenas as expressões voluntárias são inibidas após um acidente vascular cerebral do córtex motor.

 

O outro tipo comum de derrame que afeta os movimentos faciais é chamado de derrame cerebral. Um derrame cerebral priva a origem do nervo facial, uma estrutura chamada núcleo motor facial, de seu suprimento sanguíneo.  Isso faz com que o nervo facial funcione mal. Os derrames do tronco cerebral também costumam envolver outros nervos cranianos; portanto, ao mesmo tempo em que se perde o movimento facial, também se pode perder a capacidade de mover o olho adequadamente ou de ver ou ouvir corretamente nesse mesmo lado.  Derrames nessa região e no cerebelo também podem resultar em tontura e extrema dificuldade de equilíbrio.  Se alguém tem um derrame cerebral, tanto a capacidade voluntária quanto a involuntária de sorrir são perdidas e, para devolver o movimento ao rosto, são necessárias intervenções cirúrgicas.